Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

o blog da outra

o blog da outra

Sex | 18.01.19

O meu bloco #2 - O "risca-carros"

Outra

Vamos de baixo para cima. R/C. Vou começar pelo cromo mais antigo do bloco. O gajo que pensava que era dono de todos os estacionamentos vazios da garagem do prédio. O nome faz adivinhar o que se passou...

Corria o ano de 2009. A empresa para a qual trabalhava tinha-me "dado" a escolher, meia dúzia de meses antes, um carro, zerinho km para carro de serviço. Era lindo, preto, reluzente.

O meu apartamento, como muitos, tem um lugar de estacionamento em que cabem dois carros. Mesmo ao lado estava um lugar de um apartamentpo que estava vazio na época e que o risca-carros ou a 1.ª dama risca-carros (a namorada) usavam.

Ora um dia, não tínhamos 2, mas 3 carros (ficamos com o carro do sogro), e apenas por uma noite estacionei o meu carro quase novo, preto, reluzente, no tal lugar vago...No dia seguinte quando cheguei ao pé do carro não me apercebi. Foi depois, sentada na esplanada do café que a minha sogra se apercebeu que o carro tinha um risco de um lado a outro na parte do passageiro. Mau! Qual não é o meu espanto quando me aproximo e começo a inspecionar o carro a toda a volta. Tinha um risco enorme no tejadilho, dois riscos ao longo do capô e o outro enorme do lado dirito do carro (apanhava as duas portas). Escapou o lado esquerdo e o porta bagagem...

Que maluquice era aquela? Começámos a falar com todos os vizinhos que viviam no bloco para tentar perceber se tinham visto algum movimento estranho na garagem na noite anterior. As supostas câmaras de vigilância ainda não funcionavam, nem hoje funcionam ainda.  O único gajo que nunca me abria a porta era quem? Esse mesmo. Vai daí que ainda fiquei mais dsconfiada. Um dia vi-o chegar à garagem e estacionar no lugar dele, deixei-o subir no elevador e  fui pelas escadas. deixei-o entrar em casa e depois plantei-me à porta dele. Toquei à campaínha até que abrisse. Não tinha visto nada de estranho, não fazia ideia do que poderia ter acontecido...Ainda o tentámos assustar a dizer que chamámos a polícia e que tinham recolhido as impressões digitais...não serviu de nada....

Tenho 99,9% de certeza de que foi ele que me riscou o carro. Surpreendentemente (ou não) o risca carros estacionava nos lugares vazios e se alguém ousasse estacionar lá (mesmo que fosse o dono do lugar) ficava com o carro riscado. Aconteceu com mais um.

Entretanto o risca-carros casou e procriou. Agora é o risca-carros, a primeira dama risca-carros que é uma arrogante que raramente dá bom dia e a mini risca-carros que até é a mais simpática deles todos. Eles não se dão nada bem com vizinhos, já houve briga da feia entre o risca-carros e o vizinho do lado, o BC (porque me faz lembrar o bruno de carvalho), mas isso fica para outro dia...

 

 

4 comentários

Comentar post