Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

o blog da outra

o blog da outra

31.12.18

A maior lição de 2018

Outra
2018 não foi um ano fácil. Pelo contrário, foi um ano bastante complicado. Dos objetivos que tracei no início do ano, muitos ficaram por cumprir. Outros nem tinham sido pensados e foram, mesmo assim, concretizados.  Voltei a sentir a ansiedade como já não acontecia há muitos anos. Passei meses difícieis e tive de lutar um bom bocado parasentir-me melhor. Lá para o meio de 2018 é que consegui estabilizar...ainda tenho dias complicados... Os meus maiores objetivos eram de (...)
14.11.18

Destralhe - O balanço - Dia 2

Outra
Dia 2 - Arrecadação (na garagem) Esta era a área mais crítica da casa, que até é fora dela, é ao pé do estacionamento, na garagem do prédio. Estávamos para fazer esta arrumação desde há uns 3 anos...basicamente desde que temos o miúdo...mas fomos adiando até não conseguir abrir a porta em condições. Mal imaginávamos o que cabia lá dentro. Por partes: 1.º Tirar tudo o que se encontrava dentro da arrecadação e colocar no estacionamento respeitando mais ou menos uma (...)
13.11.18

Destralhe - O balanço - Dia 1

Outra
Depois deste desabafo fica o resultado de uma semana de férias com a finalidade de destralhar as áreas críticas da minha casa. Não contei o número de itens que destralhei, mas foram imensos...Algumas coisas foram para dar e outras foram diretamente para o lixo porque não estavam em condições. Dia 1 - Quarto do miúdo Brinquedos:  -Tirar todos os brinquedos e livros e fazer uma (...)
07.03.18

Dezembro e fechar o ano de 2017 tarde e mal

Outra
Já em Março tive de parar para registar o fim de 2017. Fico sempre com a sensação de que preciso assentar ideias para fechar as coisas. E 2016 não foi fechado, talvez isso me tenha trazido uma sensação de "incompletude" durante todo o ano de 2017. Paranóias minhas, talvez. Mas na dúvida... De dezembro de 2017 vale registar: Prendas despachadas semanas antes do natal, pela primeira vez na vida não andei na correria dos últimos dias, organizei-me muito melhor; Casa arrumada e (...)
06.12.17

Novembro

Outra
Este foi dos melhores meses deste ano. Não se passou  nada de extraordionário, não. Apenas uma sensação de que estou a pacificar-me com a vida, com as coisas, a aceitar o que vem, a ter calma. Mesmo com as coisas chatas que teimam em acontecer. Foi um mês em que me organizei mais um bocadinho (graças à minha experiência com o bullet journal) e já aproveitei para ir fazendo mais uns destralhamentos lá por casa. - Continuei a prática de yoga (só falhei 1 dia); - Arrumei a (...)
02.11.17

Outubro

Outra
Não sei se foi por ser o mês n.º 10 e por estar a entrar em stress porque vai acabar o ano e não fiz nada do que queria ter feito, mas outubro rendeu mais do que eu esperava. Ou foi só porque me organizei (mais um bocadinho). - Voltei à prática de yoga. Não é uma aula igual à que costumava fazer, não vou ter mais nenhuma igual. Mas gostei do efeito. Começo com 1x por semana (com o objetivo de passar a 2 em breve); - Arrumei metade do roupeiro. A outra metade teve de ficar (...)
04.10.17

Setembro

Outra
 Eu sou de tudo ou nada. Também com os balanços. Junho, julho e agosto sairam atrasados e de rajada. Setembro começa a ser avaliado antes de sequer ter terminado (por segurança vou deixar isto pronto a sair só na segunda-feira, e vai na volta só o acabei hoje, quarta) - Cheguei ao meu limite. Pus os pontos nos is. Tive uma conversa séria, muito séria sobres responsabilidades e cedências. Se as coisas não mudarem, fico sozinha. Assim ao menos de quinze em quinze dias tenho um (...)
27.09.17

Três em um

Outra
Mea culpa. Todas as tarefas (e todas as outras pessoas) têm sido mais importantes que eu. Não dediquei uum minuto que fosse nos últimos tempos a pensar em mim e nos meus objetivos. A míseros 4 meses de acabar mais um ano assumo, com vergonha (que isto aqui serve mesmo de diário, qb), que não cheguei a escrever sequer os meus objetivos para o ano de 2018. E se não os escrevi, não posso avaliar em que medida é que  (não) os cumpri. Não posso é deixar de parar por um momento (...)
06.06.17

Maio

Outra
Já vou com 6 dias de atraso, mas para não me esquecer, aqui fica. - Trabalhei mais que muito e não vislumbro onde está a bonança…continua a tempestade. Ao menos não me aborreço com falta do que fazer. - Esperei, esperei, esperei …mas tive a felicidade de assistir a uma mudança (laboral) necessária, identificada, e acima de tudo justa mas que tardou a concretizar. Mais vale tarde que nunca. Quem espera sempre alcança, Karma is a bitch, chamem-lhe o que quiserem. Voltei a ter (...)