Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

o blog da outra

o blog da outra

Sex | 24.08.18

Terrible two - um mito?

Outra

Com uma criança pequena nada é um dado adquirido. Aquilo que eles são quando têm 1 ano, é diferente quando têm 2 ou 3. Vão evoluindo, aprendendo, ganhando medos. A idade em que está o meu pequeno ( a um mês de completar 3 anos) tem sido um desafio constante. À minha paciência. Às vezes acho que não vou dar conta.

Utiliza-se a expressão "terrible two" para descrever a fase entre os 18 meses e os 3 anos de idade. É a adolescência dos bebés, a transição de bebé para criança.

Estas férias foram uma experiência dolorosa a este respeito. Foram birras sem fim, não querer comer, ter medo de água, não querer lavar o cabelo, brincar sozinho, atirar coisas para o chão quando frustrado e correr, correr, correr...joelhos esfolados, boca a sangrar umas vezes, nódoas negras e arranhões. Socorro! A certa altura fiquei mesmo sem saber o que fazer. Preciso de ler um ou dois manuais de educação, alguém me aconselha algum?

A parte engraçada é que se nota também uma evolução grande a nível de autonomia...e comparando com o ano passado são estas as grandes diferenças nele:

Antes (aos quase 2 anos):

- Adorava a praia, a água do mar e corria para as ondas;

- Não ficava tempo nenhum na toalha ou a brincar na areia. Andava e corria imenso, era preciso estar um adulto sempre por perto;

- Dormia sempre a sua sesta...o que fazia com que ficasse mais bem disposto o resto do dia;

- Não sossegava numa brincadeira por mais de 5 minutos; 

- Comia a sopa, 2.º prato e fruta bem;

Agora (aos quase 3 anos):

- Tem medo do mar e grita se o tentamos levar para lá. Tolera apenas a piscina, de preferência pequenina, onde não corre o risco de levar com água na cara.

- Fica o tempo todo a brincar na areia (ou na piscina pequena se existir), atira areia para todo o lado e não quer que lhe levem para perto da água. "Tenho medo do mar" diz ele.

- Dormiu poucas vezes a sesta, como deixou a chucha há pouco tempo, foi mesmo mais difícil pô-lo a dormir. Adormecia eu e ele continuava acordado. Ao fim do dia ficava insuportável...Ainda ontem fez uma birra monumental!!

- Não é raro encontrá-lo a brincar sozinho durante bocados cada vez maiores, se for com as suas ferramentas, melhor ainda. Gosta de tudo o que seja de "arranjar", seja a máquina de lavar, secar, da loiça, ...tudo o que lhe aparente ter parafusos, botões, dobradiças.

-Há dias em que não consigo que coma uma colher de sopa na boca, parece que se aborreceu da fruta toda (dá meia dúzia de dentadas e deixa de lado). Como lhe deixamos comer gelados nas férias todos os dias nos pede um geladinho...(não damos como é óbvio). Aprendeu a comer bolachas de milho e fruta descascada na praia. Tem sempre fome lá...

  

2 comentários

Comentar post