Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

o blog da outra

o blog da outra

Qua | 27.09.17

Três em um

Outra

Mea culpa. Todas as tarefas (e todas as outras pessoas) têm sido mais importantes que eu. Não dediquei uum minuto que fosse nos últimos tempos a pensar em mim e nos meus objetivos.

A míseros 4 meses de acabar mais um ano assumo, com vergonha (que isto aqui serve mesmo de diário, qb), que não cheguei a escrever sequer os meus objetivos para o ano de 2018.

E se não os escrevi, não posso avaliar em que medida é que  (não) os cumpri. Não posso é deixar de parar por um momento para resumir o que foram os últimos 4 meses :

 

Junho:

 - Foi o mês de colocar na prática as mudanças anunciadas em maio. Mais trabalho e dedicação;

- Deixei de comer chocolates um mês seguidinho. Fez-me bem. Notei sobretudo na pele;

 - Pratiquei yoga uma ou duas vezes num mês inteiro. Não é suficiente. Começo a ressentir-me da falta da prática mas preciso de arranjar uma nova escola, não vou lá sozinha (ainda);

- Fiquei doente. Febre como nunca tive. Uma infeção, um antibiótico e outra infeção. Mais consequências da minha falta de cuidado comigo...

Julho:

 - Trabalhei muito e vi reconhecido o esforço de um trabalho extra que me foi pedido. É bom saber que somos valorizados. Por outro lado, é triste ver a inveja alheia. E ter de conviver com ela todos os dias.

- Finalmente levei o miúdo a um especialista (alergologia)  para ver se terminam as crises respiratórias. Notei logo diferenças.

- Não pratiquei yoga nenhuma vez em casa, nem fora dela.

- Continuei a não comer chocolate. E Não custou assim tanto.

 

Agosto:

- Trabalho, trabalho e mais trabalho...e a espera pelas férias que nunca mais chegavam.

- Há 5 anos que não tinha férias de 3 semanas ( tirei nestes últimos anos apenas 1 semana). Ao menos deu para desligar. Pelo meio muitas tarefas domésticas a preparar uns dias fora.

- Férias com os amigos do costume. Praia. cervejas e conversas até mais tarde. A certeza de que há amigos que são mesmo para a vida toda. Se não forem aqueles, não são nenhuns.

-A certeza de que faço muita coisa sozinha, que sobra tudo para mim. Saltou-me a tampa. Preciso que as tarefas sejam divididas. Exijo agora, todos os dias que sejam divididas.

- Nada de yoga. E de volta ao chocolate.

 

Do que ainda não fiz (em nenhum dos meses):

Arrumar o roupeiro. Não sei explicar porquê mas falta-me a coragem para tirar tudo de lá de dentro e fazer o armário cápsula (na verdade ele já é assim, não percebo a minha própria resistência. A propósito dei o 1.º passo ontem e fui comprar duas caixas organizadoras para o roupeiro.)

 

1 comentário

Comentar post